Crônica
fm.simoes@terra.com.br
  • Poemas
  • Crônicas
  • Biografia
  • Fotos
  • Prêmios
  • Produção e Administração

     

    O TEMPO E A VIDA


    Este mês continuo a expor para vocês outro dos meus poemas escritos durante mais de duas décadas e que certamente muitos dos amigos e amigas que chegaram mais recentemente a mim não conhecem.

    A poesia abordada neste texto foi por mim escrita em Junho/2001. Exatamente seis meses antes de surgir a doença fatal que levaria minha segunda esposa um ano e meio depois, ou em Junho/2003.

    Assim é a vida que quando começa só nos dá a certeza de que um dia terá fim, mais nada. Ela se estende pelo tempo, e, como eu disse em outro poema, “se mede com a régua do destino”. O amigo Agnaldo sempre achou este um dos meus melhores versos. Talvez seja, mas quem cria considera como seus filhos todas as suas criações, e filhos não há que querer mais a um que a outro. Gosto de todos.

    No caso desta pequena poesia procurei dizer muito com o menor número de palavras possível. Acho que consegui falar da vida, do nascimento até à morte, passando pelo destino de cada um e fechando com o juízo final.

    Gosto de versos curtos embora nem sempre eles caibam em nosso poema. Neste caso me pareceu caber na medida certa para descrever o que me viera à idéia. Divagando sobre a vida e a morte, sobre o bem e o mal, passado, presente e futuro, assim foi surgindo “O Tempo e a Vida”.

    Só inscrevi este pequeno poema em um Concurso Literário realizado no Sul do país pela ALPAS XXI, na cidade de Cruz Alta (RS) no ano de 2003. Aqui registro mais uma dessas “coincidências” do destino, pois a premiação ocorreu no mês de Maio daquele ano, poucas semanas antes do falecimento de minha Zezé.

    No meu site pessoal, em Concursos – Prêmios, está lá este registro entre muitos outros que se referem a participações que tive em diversos certames literários:
    “No VIII Concurso Internacional de Poesias, Contos e Crônicas, realização de ALPAS - Associação Artístico e Literária, "A Palavra do Século XXI", de Cruz Alta (RS), minha crônica UM OUTRO MUNDO foi premiada com "Destaque Literário" e minhas poesias IMORTAL, DEVANEIO e O TEMPO E A VIDA ganharam, em conjunto, a premiação de "Destaque em Poesia". (Maio/2003).”

     

    O TEMPO E A VIDA

    O tempo, o espaço,
    O escasso viver,
    O infinito em pedaços
    De destinos traçados
    Entre o bem e o mal,
    Entre o ser e o não ser.

    Os momentos passados,
    O concento, o obscuro,
    A rosa-dos-ventos,
    O atual, o venturo,
    O ser nascituro,
    O juízo final.
    .....................................
    Autor: Francisco Simões
    Em: Junho / 2001.