Crônica
fm.simoes@terra.com.br
  • Poemas
  • Crônicas
  • Biografia
  • Fotos
  • Prêmios
  • Produção e Administração

     

    QUE VERGONHA, SÊO CABRAL


    Então o senhor vai à TV e com rompantes de revolta e postura de um autocrata chama os bombeiros de “safados”, “bandidos”, “vândalos”, entre outros adjetivos que me deixaram horrorizado?

    Então o senhor manda prender mais de 400 bombeiros, enquanto milhares de bandidos estão por aí, à solta, a assaltar, a matar, a invadir residências, a promover tiroteios em comunidades matando inclusive crianças com as tais balas perdidas? Ainda ontem aconteceu novamente na Vila Kenedy. O senhor soube?

    Sua autoridade, sua “valentia”, usadas sem dó nem piedade para cima de bombeiros, a categoria mais bem avaliada pela população brasileira, aqueles cujo trabalho, cuja dedicação, é salvar vidas pondo em risco, sempre, as suas próprias, pelo menos de minha parte mereceu repulsa, não aplauso.

    Hoje de manhã, na rádio CBN, um cidadão colocou esta pergunta: “O que levaria tantos bombeiros, pertencentes à categoria de militares, sempre ordeiros, disciplinados, que arriscam suas vidas para salvar tantas outras em terra ou no mar, aplaudidos constantemente pela população, a tomar aquela atitude de outro dia? Antes de se lhes jogar alguma culpa, julgo que deveriam entender as razões de tal explosão da categoria. Motivos certamente bem sérios devem ter havido.”

    Pois o senhor Cabral é que deveria dar alguma resposta, em vez de ficar a esbravejar impropérios injustos, meio apopléctico, atrás de câmeras e microfones.

    Pensa que somos todos néscios? Sabe para onde foram aquelas figuras que os senhores deixaram escapar lá do Morro do Alemão? Pois pergunte a outras comunidades, a outros bairros, a outras cidades do interior do Estado, senhor Cabral. Quando o senhor autorizou a invasão do complexo do Alemão com toda aquela força, tanques blindados inclusive, etc, estava declarada sim, uma guerra. Guerra, senhor Governador, é pra ganhar no todo, não de forma parcial, como fizeram. O resto é pura demagogia, ou exibicionismo.

    Se os bombeiros cometeram algum excesso ao invadir o Quartel General deles, por outro lado eles estavam numa explosão de impaciência visto que os ouvidos moucos de V. Senhoria jamais escutaram seus apelos por melhores salários, ou por salários mais dignos, e não os míseros 950 reais que recebem. Hoje se sabe que Estados com arrecadação inferior ao Rio de Janeiro pagam pelo menos o dobro a seus bombeiros, desde o começo da carreira.

    O senhor, e mesmo o ex Comandante dos bombeiros, jamais tiveram interesse, ou sensibilidade, para conversar com representantes da categoria, é o que têm dito algumas lideranças da categoria. Afinal o seu salário deve ser infinitamente superior a essa miséria que os bombeiros recebem, e o senhor nem precisa correr risco de vida. Nós, como povo, pagamos, e pagamos muito caro, inclusive pela sua segurança, certo?

    Com certeza faltou habilidade até para negociar com os invasores do Quartel, e quando o senhor deveria estar lá, não, o senhor estava encastelado em seu palácio. Então mandam um oficial, representante da PM, para conversar com eles? Que é isso, sêo Cabral? Depois da reeleição está se lixando para uma categoria que em vez de dar trabalho, costuma mesmo é arriscar a vida numa labuta sempre árdua e heróica? Que vergonha.

    Aí o senhor se junta a mais uns três ou quatro assessores e vai à TV bradar contra os bombeiros e determina a prisão deles, prisão mesmo, pois ainda estão em cadeias do Estado, xinga pais de família que trabalham duro, sol a sol, não vivem de demagogia política, e diz que eles sofrerão processo? Que é isso, sêo Cabral?

    Botar uma tropa de elite da PM que deve agir, porém em outras situações, pois não estão preparados para dialogar e sim para bater, atirar, etc, chegou às raias da irresponsabilidade. Não cabe nenhuma culpa aos militares, mas a quem deu a ordem, e o senhor sabe quem foi. Que vergonha.

    E não querendo descer do seu falso pedestal, o senhor quer agora tentar substituir bombeiros em algumas atividades com militares que não estão preparados para exercê-las?! Que irresponsabilidade, sêo Cabral? Ouvi lideranças dos bombeiros denunciarem isto hoje da manhã na rádio CBN.

    Estou vendo que o apoio ao movimento dos bombeiros a cada dia aumenta mais, não só de pessoas da mesma categoria e de outros Estados, como de professores, etc. Seu pai, um intelectual, foi vítima da ditadura, mas o senhor, que veio depois, preferiu a carreira política e não foi à toa! Vê-se bem por sua atuação...

    Seu pai eu respeito, nos meus quase 75 anos, pois conheço bem o trabalho dele em prol da cultura brasileira, em geral, e em particular no que concerne ao melhor de nossa MPB. No senhor eu não votei e jamais votarei.

    Lamento todo este quadro de coisas que o senhor criou, agora quero ver como vai desatar este nó. Só espero que esteja preparado para dar o braço a torcer e não insista nessa insanidade que é a prisão, em celas, em cadeias do Estado, de mais de 400 bombeiros, repito, a classe mais apoiada pela população. Quanto aos políticos, o senhor sabe bem o que o povo pensa a respeito!!


    Francisco Simões (7/junho/2011)