Crônica
fm.simoes@terra.com.br
  • Poemas
  • Crônicas
  • Biografia
  • Fotos
  • Prêmios
  • Produção e Administração

     

    SOCIEDADE HIPÓCRITA


    Algumas vezes eu já disse que nossa sociedade é hipócrita e sofre de doença grave, muito grave. Quanto à hipocrisia não devia ser novidade para ninguém, mas fico incrédulo quando vejo pessoas que parecem não tomar conhecimento de nada.

    Quanto à doença grave, você que me lê, ou alguns entre vocês, podem também nem se dar conta simplesmente porque viram as costas ao que acontece a cada dia, a cada semana, a cada mês. Detalharei mais à frente.

    Sobre a hipocrisia vou me referir apenas a mais um fato que deveria provocar uma manifestação geral de revolta, mas parece que só vai haver uma passeata, uma simples passeata. Refiro-me ao que aconteceu com uma senhora que, estando com seu bebê ao colo, pois não tinha com quem o deixar em casa, teve que o alimentar num lugar público já que a fome da criança não pode ser regulada.

    Afinal não deveria ser nada demais, eu mesmo já presenciei este ato de amor materno por várias vezes em diversos locais. Entretanto um guarda, se julgando no “dever de reprimir”, chamou a atenção da mulher advertindo-a de que não podia “fazer aquilo” em lugar público!! Quanta ignorância, quanta estupidez de um “agente da lei”.

    Eu me pergunto: em público podem exibir seus traseiros, rebolar de forma a provocar sensualidade inclusive em muitos programas da TV, mas amor materno não pode?! Em público podem agredir pessoas idosas, desrespeitar direitos, assaltar, matar, exercer a homofobia covardemente, dirigir bêbado, tacar fogo em mendigos, etc, mas o amor materno é proibido?

    Revoltada, parece que a mãe ofendida colocou uma foto sua, amamentando seu bebê, num facebook, registrando seu protesto. E aí outro idiota, ou néscio, simplesmente retirou a referida foto exercendo nova censura, numa democracia que mesmo tênue, sujeita a chuvas e trovoadas, está aí para ser aprimorada. Que mentalidade deturpada, quanta hipocrisia partindo de quem deveria ter um mínimo de senso do que é indecente, indecoroso, pornográfico, ofensivo à moral, e o que representa nada mais que um ato de amor, repito.

    Atualmente toda semana se vê na televisão ou se ouve nas rádios, casos de pais e/ou de mães que matam seus filhos, deliberadamente em alguns casos e por um descuido imperdoável, em outros. Alguém pode se dizer admirado, sim porque certamente vira as costas às notícias que mostram o chamado “mundo cão”. Ainda nos últimos dias a mídia exibiu três casos desses e eles se repetem de uma forma que nos assusta e horroriza.

    Você não vê TV? Você só lê jornais no que se refere ao esporte, ou economia, ou política? Entendo, se está tudo bem dentro do lar que se dane o mundo, é mais ou menos isto ou estou enganado? Se estiver me desculpe.

    Uma sociedade hipócrita é naturalmente formada por muitas pessoas igualmente hipócritas, não todas, aí seria o caos completo. O fato por mim referido ocorreu em S. Paulo e lá também vai haver uma passeata, não só como protesto, mas também para chamar a atenção das pessoas para a importância do ato da amamentação.

    Sobre o assunto sugiro que ouçam o que disseram no programa “Liberdade de Expressão”, na rádio CBN, hoje de manhã, tanto o Artur Xexéo, quanto o Cony e a Viviane Mosé. Este é o link: http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/cony,-xexeo-viviane-mose/CONY-XEXEO-VIVIANE-MOSE.htm
     

    Francisco Simões (12/maio/2011)