Crônica
fm.simoes@terra.com.br
  • Poemas
  • Crônicas
  • Biografia
  • Fotos
  • Prêmios
  • Produção e Administração

     

    OSAMA AJUDARÁ A REELEGER OBAMA?


    Vou começar por uma mensagem, de uma de minhas leitoras amigas, entre tantas que já recebi desde ontem. Ela me escreveu dizendo estranhar que o Sr. Obama houvesse tido certa pressa em se candidatar à reeleição, fazendo-o uns 15 dias antes do prazo. De repente, não mais que de repente, ocorreu o fato que é do conhecimento de todos, e que foi anunciado, com toda pompa, pelo próprio candidato à reeleição.

    Não só ela, como outros que me escreveram, mostraram que jornais europeus, entre eles o El País, da Espanha, trataram de retirar a foto divulgada pelo governo americano, por terem informações de que seria falsa. Há blogs mostrando como teria sido feita a tal montagem, e outros que lembram aquela foto ter sido usada antes quando quiseram também passar a idéia de que o Osama teria sido morto talvez em lutas locais, no Afeganistão.

    Outras amigas leitoras, e alguns noticiários a que tive acesso, acharam muito curioso que eles tivessem invadido a tal mansão, matado cinco pessoas (conforme foi dito) e não terem nem tido a preocupação de fazer fotos ou imagens do acontecimento. Recordem que quando da prisão do Saddam Husein, os americanos exibiram fotos e imagens, tanto dele preso, como na prisão, no julgamento, e depois na execução do referido ditador.

    E o Osama, muito mais procurado, odiado talvez por grande parte do mundo, a inteligência americana não teve a menor preocupação em exibir provas realmente palpáveis, realmente credíveis, só imagens distorcidas, mal feitas, talvez de propósito, que podem ter sido feitas em qualquer porão desarrumado, e uma foto que anda a ser contestada pelo mundo afora? Ficou apenas a palavra do Sr. Obama. Será suficiente, com todo o respeito?

    Mais, foi-me lembrado que eles disseram ter jogado o corpo ao mar, mas não disseram quem fez, isso, e recordaram que a tal mansão onde ele teria sido morto fica há “apenas” pouco mais 1.200 km do mar mais próximo!! Esta informação está agora em diversos órgãos da imprensa mundial. Ademais havia ao todo 5 corpos, e todos teriam sido jogados ao mar?

    Com certeza os sauditas não o teriam feito porque pela religião deles os corpos devem ser enterrados até o dia do Juízo Final. Eles na admitem o procedimento de jogar ao mar. Se foram os americanos, como conseguiram levar os corpos tão longe em tão pouco tempo, e por que isso? E o tal exame de DNA, alguém viu?!

    Por outro lado, o governo americano provocou o seu muito amigo governo do Paquistão, um ditador que está lá há décadas, dizendo que não entendiam como um terrorista tão procurado como Osama pudesse estar vivendo numa mansão localizada inclusive bem perto de um órgão de segurança do governo paquistanês. Hoje se sabe que o governo do Paquistão já desmentiu que tivesse conhecimento daquele fato e não confirmou nada, pelo contrário.

    Pois é, mas os americanos sempre disseram que o Bin vivia escondido nas cavernas, em montanhas do Afeganistão, montanhas que eles, americanos, cansaram de bombardear, porém não conseguiram o seu intento, lembram? Mais, agora é dito que há meses a inteligência americana desconfiara, apenas desconfiara, de que naquela mansão morava o Bin. Nunca eles o viram, nunca tiveram informação concreta deste fato, mas programaram assim mesmo uma invasão àquele imóvel, autorizada pelo Obama, e entraram atirando. Quem lhes deu o poder de fazer o que bem entenderem em terras outras, entrando sem licença, invadindo, atirando e matando para depois se “explicar”?

    Um amigo, ao me escrever, admitiu a hipótese, que não se deve desprezar, de que o Osama já tivesse sido morto há algum tempo mas que esperavam um momento mais propício, mais útil, para fazer o anúncio. Quem sabe o momento chegou agora? Não sei, é apenas uma hipótese, mas respeito.

    Quando escrevi, em 2002, a crônica ONDE ESTÃO AS RESPOSTAS? Acerca da derrubada das torres, não recebi qualquer informação de quem quer que fosse que contradissesse o que eu expus naquele texto. As perguntas permanecem sem respostas, e pelo que vejo agora vou somar ainda mais perguntas referentes a este outro episódio. Quem puder, por favor, mande alguma resposta.

    Para lerem meu texto que foi divulgado no cooJornal da revista RIO TOTAL, em Março/2002, usem este link, por favor...
    http://www.riototal.com.br/coojornal/simoes052.htm

    Não vou aqui afirmar que depois da reeleição de Obama pode de repente surgir um vídeo mostrando o Osama a cumprimentá-lo, sei lá. Claro que não posso, mas digo que não me surpreenderá se isto acontecer. Afinal o Osama fugiu por tanto tempo dos seus ex-amigos, americanos, iria agora dar aquela moleza e deixar ser localizado tão facilmente? Acredite quem quiser, prefiro a dúvida.

    Amigos que o treinaram e muito bem na CIA para que ele e seus asseclas, depois virados inimigos, expulsassem os soviéticos do Afeganistão, o que conseguiram com sucesso, sem falar nos sérios laços de família entre os parentes de Bin e os da família Bush por muitos anos, conforme crônica de Frei Beto (vide acima) e livros editados contando aquela história verídica.

    É, talvez tenhamos aqui mais uma história do boi tatá, ou alguma fantasia de Natal, nas quais tantos adoram acreditar e sair comemorando mesmo sem maiores evidências. Sou mais cauteloso, mais prudente, então prefiro aguardar. Uma coisa, porém, é certa e ninguém pode contestar... O Osama vai ajudar a reeleger o Sr. Obama, com certeza. Aguardemos.


    Francisco Simões (maio/2011)